No passado dia 12 de dezembro realizou-se mais um jantar de Natal da APSA.

O evento teve lugar nas instalações da Casa Grande e consistiu num jantar partilhado, pelo que coube aos jovens e aos familiares da Casa Grande trazerem uma parte (sumos, salgados, doces, etc.).

Depois do jantar houve oportunidade para assistir na sala nobre às atuações musicais dos jovens Jorge Lozano, João Santos, Bruno Mendes, Miguel Pereira e José Nascimento. Houve também a interpretação de um tema do Matias Damásio e da Vanesa Martín, denominado “Porque queramos vernos”, bem como um tema da Marisa Liz, intitulado “Procura por mim”. Foi a primeira vez que houve uma mistura entre música e coreografias numa só atuação.

Foi uma noite fantástica! Mais uma vez, os nossos jovens estão de parabéns. Agradecemos a presença dos participantes e o contributo de todos aqueles que tornaram possível a realização de mais um evento.

 

 

No dia 06 de dezembro o Museu da Sociedade de Geografia de Lisboa acolheu o seminário “Novo Regime do Maior Acompanhado”.

O objetivo do evento foi esclarecer e debater a última alteração da lei do regime do Maior Acompanhado, que revoga os institutos da interdição e da inabilitação, por forma a reduzir de forma considerável a estigmatização que lhes são associados.

Coube à Senhora Ministra da Justiça, a Dra. Francisca Van Dunem, abrir a sessão, juntamente com o Vice-Presidente da secção de jurisprudência da Sociedade de Geografia de Lisboa, Dr. José Costa Pinto e com o Presidente da Sociedade de Geografia de Lisboa, o Prof. Luís Aires de Barros.

Em seguida, o Professor Doutor António de Menezes Cordeiro, da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e orador principal, abordou a justificação atribuída ao Novo Regime do Maior Acompanhado e a respetiva evolução perante situações de interdição e inabilitação.

Posteriormente, a diretora técnica e psicóloga da APSA, a Dra. Patrícia de Sousa, e a chefe de divisão do Gabinete de Apoio Técnico do INR, Dra. Fernanda Sousa, esclareceram a dúvida acerca de quando é que alguém se revela incapaz de exercer os seus direitos ou cumprir os seus deveres de forma plena, pessoal e conscientemente. Neste sentido, a Dra. Patrícia de Sousa explicou o contributo da APSA para a integração dos jovens com síndrome de Asperger na sociedade.

Antes do coffee break seguiu-se um debate moderado pelo presidente da Mesa da Assembleia Geral da APSA e sócio coordenador PLMJ contencioso, Nuno Líbano Monteiro, que consistiu numa ronda de perguntas colocadas pela plateia.

O arranque da segunda parte da sessão foi dedicado ao processo judicial de acompanhamento de maiores, e contou com a coordenação da doutorada e associada coordenadora do PLMJ, a professora doutora Marta Costa. Para fechar este momento realizou-se mais um debate com uma ronda de questões da audiência.

O tema dos benefícios fiscais e do contributo do Estado na proteção do maior acompanhado também não foi esquecido, e foi explicado pela associada sénior e PLMJ Fiscal, a Dra. Joana Maldonado Reis.

Posteriormente, o Dr. João Medeiros, sócio e coordenador PLMJ Penal, antecedeu mais um debate, ao abordar a responsabilidade penal e contraordenacional ligado ao maior acompanhado.

O encerramento da sessão foi conduzida pela presidente da direção da APSA, Piedade R. Líbano Monteiro, e pelo Dr. Nuno Moraes Bastos, presidente da secção de jurisprudência da Sociedade de Geografia de Lisboa, que expressaram os seus agradecimentos pela realização do evento e esperam que em 2019 a Sociedade de Geografia de Lisboa volte a acolher este tipo de iniciativas.

 

A APSA esteve presente no dia 19 de novembro na primeira Feira de Responsabilidade Social da PwC Portugal - Shinning Star's Market, no Palácio Sottomayor, em Lisboa.

Tratou-se de uma iniciativa no âmbito da área de Responsabilidade Social desta consultora, com o objetivo de envolver os colaboradores nas causas das várias instituições presentes.  Durante o evento decorreram duas dinâmicas. Uma nas salas individuais, onde cada associação apresentou a sua missão, e outra na sala de formação com dois painéis de convidados.  Um dos painéis abordou o tema “Fazer a diferença em contexto de doença”, o outro Painel incidiu sobre uma temática bastante atual,  “Mudar Vidas - A importância do emprego”. Neste ultimo painel a APSA foi convidada a participar juntamente com a associação Salvador e a Dress for Success. Neste painel abordaram-se as principais dificuldades da integração de pessoas com deficiência no mercado de trabalho bem como algumas boas praticas e experiencias de cada associação.

Obrigado à PwC pela iniciativa e que seja a primeira de muitas!

 

 

 

A Associação EPIS – Empresários para a Inclusão Social e a Fundação Amélia de Mello premiaram a APSA – Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger com duas bolsas sociais para o ano de 2018 e 2019. Esta distinção decorre no âmbito do “Projeto Gaivota” que tem como objetivo organizar e realizar sessões de sensibilização nas Escolas e nas Empresas de todo o país sobre a síndrome de asperger, com o objetivo de promover a inclusão de jovens com esta condição não só nas escolas como no mercado de trabalho.

A cerimónia de entrega dos diplomas aconteceu no dia 22 de novembro no auditório da CUF descobertas e contou com a presença de varias individualidades associadas da EPIS, tais como o presidente do Grupo José de Mello Saúde e Fundação Amélia de Mello, o Dr. Vasco de Mello, O presidente da Galp e Vice presidente da EPIS, o Dr. Luis Gomes da Silva, um representante do Secretario de Estado da Educação, entre outras. Para alem do momento de entrega de diplomas, tivemos também um momento muito especial, a atuação da BAND’apsa muito bem representada pelos nossos jovens João Santos, Bruno Mendes e Bruno Fraga. Foi um momento musical muito aplaudido pela plateia. Os jovens da APSA estão de parabéns!!

Obrigado à EPIS na pessoa do Dr. Diogo Simões Pereira e da Dra. Susana Lavajo que foram incansáveis para com a APSA.

 

Durante os dias 3 a 7 de dezembro, a APSA vai estar presente na Fundação PT com vários artigos solidários feitos na Casa Grande. 

A Exposição decorre das 12h às 15h, no Espaço Andrade Corvo e é aberta ao público geral. Venha fazer-nos uma visita! Este ano, a Fundação PT convidou nove instituições que irão fazer do seu natal, um Natal mais solidário:

  • Acreditar
  • AFID
  • Ajuda de Mãe
  • APSA – Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger
  • Assembleia de Deus do Cacém (Um Sorriso por Timor)
  • Associação SOL
  • Cerci Flor da Vida
  • Fundação Ronald McDonald
  • Terra dos Sonhos  

Quem Somos

A APSA – Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger, é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), sem fins lucrativos, que nasceu em Lisboa, a 7 de Novembro de 2003, por vontade de um grupo de pais. Assumimos como Missão: Promover o apoio e a integração social das pessoas com Síndrome de Asperger (SA), favorecendo as condições para uma vida autónoma e mais digna.

Newsletter

Receba todas as novidades por e-mail. Clique aqui para subscrever.

Eventos

Abril 2019
Se Te Qu Qu Se Sa Do
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 1 2 3 4 5